SEMPRE SOFRO DESILUSÕES AMOROSAS

Meninas! Quanto tempo, hein? Fiquei com saudades e estou aqui para falar um pouco sobre as nossas DESILUSÕES. Quem nunca teve uma decepção? Quem nunca ficou desapontada com alguém? Principalmente se esse alguém era uma pessoa que gostávamos muito…

Pois é, quanto maior a DESILUSÃO, maior é a ILUSÃO que tínhamos/fantasiamos da pessoa que nos feriu. Minhas queridas, as pessoas não são aquilo que nós gostaríamos que elas fossem. Elas são quem elas são. Um carinha que você está ficando, por exemplo, ele não é aquele príncipe que você sonhou. Aquela amiga que você acha super demais, talvez ela não seja tão legal assim.

Nós, mulheres, temos o hábito de fantasiar sobre as pessoas. Criamos um príncipe na nossa cabeça e pimba! Caímos do cavalo. Preste atenção nas suas ilusões, nas suas expectativas… fique atenta, observe e não SE iluda. Eu acho curioso, quando as meninas me procuram para consultar, elas dizem: “Pri, ele me iludiu”. Não é isso! Você que SE iludiu sozinha ou deixou ser iludida.

Quanto menos você espera de alguém, maior a chance de você ser e viver feliz com quem quer que seja. Quer ajudar o seu namorado a subir na vida? Ok! Ajude, mas faça isso sem esperar nada em troca. Não cobre nada depois, tenha consciência de que você está fazendo isso porque você quer, de coração aberto.

 

HISTÓRIA REAL

Sabe que eu conheci uma mulher independente, morava sozinha, tinha casa própria, carro, renda fixa e tinha seus 40 anos, aproximadamente. Ela era solteira e TODOS os homens que ela se relacionava, ela ajudava. A ajuda não era apenas financeira não. Ela botava o homem dentro da casa dela, emprestava carro, fazia comida, lavava roupa, cozinhava e ainda era fiadora pro cara comprar o apartamento dele.

Essa moça colecionava decepções amorosas. Ela se dava tanto que sempre deixava de ser aquele mulherão que ele conheceu lá atrás, na ILUSÃO de estar agradando. Ela sempre fantasiava características que não pertenciam àqueles homens. Na cabeça dela, eles eram excelentes companheiros, mas, na verdade, não valiam nada. Até que ela caía do cavalo e continua caindo até hoje… Sabe porque ela cai até hoje? Porque a cabeça dela cria e fantasia situações que não existem e que ela gostaria que existissem.

Triste isso, né? Vamos enxergar a realidade nua crua? A verdade dói, mas é libertadora!

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Fala que eu te escuto!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s