Palavras de uma mãe…

Meninas! Esse post vai refletir as palavras de uma mãe que vê sua filha querida sofrer por um amor. Espero que vocês reflitam.

“Minha filha foi gerada e esperada com muito amor. Sorrisos, gargalhadas, o primeiro dente, a primeira papinha, o primeiro passo…tudo foi cuidadosamente observado e comemorado. Fotos do primeiro banho, do primeiro dia na escola, das amiguinhas reunidas na sala e da sujeira que faziam com o lanche da tarde, tudo foi registrado e guardado como um tesouro. Minha filha, meu tesouro.

De repente, a minha bebê cresceu. E uma prova disso foi o primeiro namorado. Menino tímido, magrinho e com o rosto cheio de espinhas típicas da idade. O namoro não deu certo, minha filha sofreu um pouco, mas superou. Algum tempo depois, ela começa a namorar outra vez. Namoro mais intenso, onde eles achavam ser propriedade um do outro. Muitas brigas, muitos gritos ao telefone, xingamentos e lágrimas. Eu, como mãe, tentava não me meter. Afinal, faz parte do amadurecimento se relacionar e sofrer.

Ele terminou sem motivo aparente e sumiu. Ver minha filha indo atrás de um homem e sendo ignorada, é muito doído. Saber que minha filha foi xingada, maltratada e humilhada fere minha alma. Ver a minha filhota passando noites em claro atrás de informações dele, cortava o meu coração. Saber que ele fazia questão de desfilar com a atual namorada na frente dela, me fazia chorar quando eu a via chegando em casa com a cabeça baixa.

Eu não criei a minha filha, o meu tesouro, para ela ser tratada como uma casca de banana. Eu não carreguei a minha filha no meu ventre para ela ser pisada em sua dignidade e se sentir a pior criatura do mundo. Ela é um ser-humano, ela tem raízes, ela tem um suporte familiar, ela não é “qualquer uma”. Ela vai aprender (pelo sofrimento) a amadurecer e deixar de ser menina para virar mulher.”
Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 17 Comentários

Quer um gelinho?

Meninas! Além dos inúmeros comentários que recebo (não consigo aprovar nem responder todo mundo), algumas me enviam e-mails para consultorias e tenho notado que as mulheres estão muito medrosas. Dizem que o medo é comum e pode até ser, mas o medo é um péssimo sentimento que atravanca muitas oportunidades boas na sua vida.

Medo de andar sozinha vai fazer você ficar dependente de alguém para te levar a qualquer lugar. Medo de andar de avião vai fazer você perder oportunidades de conhecer lugares incríveis. Medo de dar um gelo vai fazer você perder a dignidade. Opa! Aí o negócio ficou sério! Dar um gelo em quem te machucou é algo muito simples de se fazer, mas muitas morrem de medo de perder pra sempre, acabam indo atrás e quebram a cara. 

Vou dar uns exemplos:

– O ficante sumiu sem dizer nada. Conselho da Pri: não vá atrás e GELO. Se ele aparecer de novo e mandar mensagem, não responda. O cara some, não te dá bola e você fica com medo de ignorar? Se ele estiver interessado em você, ele vai te procurar novamente;

– O namorado terminou e não entrou mais em contato. Conselho da Pri: cuide de você e suma também. Se ele mandar mensagem, demore 24 horas para responder. Seja breve, educada e bem-humorada. Ex-namorados ficam mal quando se dão conta que a mulher vai muito bem sem ele;

– Namorado foi grosseiro. Conselho da Pri: GELO. Vai depender da grosseria, mas se ele te xingou, desapareça por uns 3 dias. Se você o procurar antes que ele te procure, a cabeça dele vai entender que você não se importa em ser maltratada e sempre vai ser grosso com você. 

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 21 Comentários

Ele quer ter mais liberdade

Meninas! Quantas de vocês já não escutou: “Olha fulana, eu te amo, te amo muito, mas estou me sentindo sufocado. Quero ter mais liberdade.” Aí ele termina. Na hora você fica sem saber o que está acontecendo, mas depois você começa a se culpar, achando que fez algo errado para o rapaz ter se sentido sufocado.

Conselho de ouro: a culpa não foi sua! Não adianta queimar seus neurônios tentando lembrar aonde foi que você errou, porque você NÃO errou. Ele é que não estava preparado para um namoro, ele estava/está imaturo para compartilhar experiências, se divertir, viajar, rir, passear, aprender e ensinar com você. Na cabeça dele, aproveitar a vida é estar solteiro, pegar um monte, beber como um louco e não “dar satisfação” a ninguém. 

Deixa ele. Enquanto você fica aí pensando, se culpando, chorando e insistindo para que ele volte, você pode estar deixando passar uma oportunidade única na sua vida. Ele terminou, eu sei que é difícil, eu sei que você está sentindo uma saudade dolorida que parece que não vai passar nunca. Mas, acredite em mim, passa! E vai passar mais rápido se você começar a se cuidar.  Quando eu digo se cuidar, não é só fisicamente não. É cuidar dessa cabecinha aí. É cuidar da QUALIDADE dos seus pensamentos. 

Você pode controlar seus pensamentos e quando aquelas lembranças ruins vierem, se force a pensar em outra coisa que não tem nada a ver com ele. Depois de uns meses, você já vai ter maturidade para ver o lado positivo desse término e irradiar energias positivas. Pensando no bem, perdoando-o e SE perdoando também. Comecemos muitos “erros” que fazem parte na nossa evolução como seres humanos. Você precisou passar por tudo aquilo para aprender algo. E você? Me conta o que aprendeu/está aprendendo com as experiências “ruins”?

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 14 Comentários

Meu namorado curte fotos de outra…

Meninas! Ah, como vocês ficam com raiva quando o namorado curte fotos de outra, hein? Ainda mais se for aquela amiga dele que você não suporta. E parece que quanto mais raiva você tem, mais ele te provoca. Eu mesma tive um ex que adorava me provocar com umazinha aí. Isso aconteceu há muitos anos atrás e, hoje, eu caio na gargalhada quando me lembro das provocações dele! Era tão infantil…

Olha só, quando você tem um namorado imaturo, ele vai gostar de te ver nervosa e ciumenta. Isso acontece porque ELE é inseguro e necessita que você demonstre seu “amor” o tempo todo. Na cabeça dele, te ver insegura e ciumenta reafirma o seu amor por ele. Pode parecer loucura, mas é assim que funciona. Por isso que ele te provoca tanto com aquela amiga que você odeia.

Conselho que eu te dou, depois de milhares de consultorias e observações? Não caia na provocação dele. Pense o seguinte, se ele quisesse estar com ela, ele estaria, certo? Mas é com você que ele está. Então, não dê trela pra essa provocação. Ele curtiu a foto dela ou fica te provocando com ela? I G N O R E. Ele faz isso de propósito para TE atingir, para que você saia do controle e dê um barraco. Daí ele vibra por dentro e fica feliz porque você deu uma “demonstração de amor” pra ele.

Se ele fizer isso duas vezes seguidas, diga o seguinte:

– “Ô amor, eu posso demonstrar meu sentimento por você de diversas maneiras, você não precisa me provocar ciúmes pra isso.” E dê risada.

Pronto, ele vai ficar com vergonha de te provocar e vai parar rapidinho com essa molecagem!

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 28 Comentários

Capítulo 16

André chegou arrasado e inconformado com as negativas de Helena. Ela estava decidida e isso o deixava mais instigado. Sérgio ouviu com atenção tudo que André falava e disse:

– Primo, você precisa desapegar. A Helena escolheu outra pessoa e você precisa se conformar. Você está ansioso, aflito, sem rumo, pensa nela o tempo todo e não faz mais nada da vida. Você precisa voltar a estudar, fazer algum curso e mudar essa energia negativa.

– Eu não consigo deixar de pensar nela. Penso nela o tempo todo, passo em frente à casa dela todos os dias e fico olhando as luzes do quarto dela. Eu sei quando ela está em casa.

– André, você não tem mais vida. Você vai ficar desinteressante desse jeito! Você nem tem outro assunto, só sabe falar dela! Muda, reaja, faça alguma coisa por você! Você comentou sobre uma menina do seu trabalho, a Denise. 

– Ai, credo! Nem me lembre daquela chata…

– André, você está agindo igual a Denise. Ela vive no seu pé, quer ficar com você a qualquer custo, você a ignora e quanto mais você diz que não quer, mais ela insiste. É exatamente assim que Helena está te enxergando. Você é a Denise da vida dela. Ela quer seguir a vida dela com o namorado em paz, mas você não deixa. 

– Mas é diferente, Sérgio. Eu namorei a Helena por muitos anos. A Denise foi só uma bobagem.

– Pode até ser. Mas a sua energia está igual à da Denise. Vocês dois estão se rastejando por alguém que não quer mais, alguém que já superou e já está em outra. O que você sentiu quando a Denise te disse que queria voltar e pediu que você não a abandonasse?

– Senti nojo.

– A Helena está te atraindo porque ela está com uma outra energia. Ela está vivendo a vida dela, fazendo coisas diferentes, se arrumando, estudando, namorando…a energia dela está fluindo. A energia da Denise é de aceitar pouco, aceitar as suas migalhas e nenhum homem quer isso pra si.

– É verdade, Sérgio. Você tem razão. Amanhã mesmo vou me matricular na faculdade e recomeçar a minha vida. Obrigado, você me ajudou muito.

– André, não vai ser fácil. Você pode ter umas recaídas, mas o importante é que você volte a cuidar de si mesmo. Garanto pra você, que para Helena também foi difícil te esquecer. Tudo é um processo, mas basta seguir em frente que o plano dá certo!

André voltou para a faculdade, conheceu outra pessoa e se mudou de cidade com ela. Helena se casou com Maurício e Denise continua com a mesma energia negativa de achar que não merece o melhor. E você, vai seguir qual caminho?

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | 15 Comentários

Capítulo 15

No dia seguinte, Sérgio levou André ao shopping para comprar roupas novas, cortar o cabelo, comprar sapatos e cuidar da aparência. André se animou um pouco e até conseguiu esquecer Helena por alguns momentos. Pararam para fazer um lanche e conversaram por um bom tempo. Durante o lanche, o celular de André começou a tocar, era Denise. André ignorou e não comentou nada com o primo. 

Sérgio adorava cinema e convidou André para assistirem a um filme juntos. André aceitou, afinal seria uma boa oportunidade para espairecer um pouco e relaxar. Os dois estavam na fila para comprar as entradas e André vê Helena e Maurício saindo do cinema. O casal estava abraçado, saíram rindo do cinema e não perceberam a presença de André. Sérgio percebeu que André estava inconformado e resolveu levá-lo para casa. André não tinha mais cabeça para nada. 

Chegando em casa, André não quis conversar e disse ao primo que precisava andar um pouco sozinho. Sérgio entendeu, deixou André sair e disse:

– Há momentos que é preciso ficar sozinho, escutar a alma e seguir a intuição.

André não entendeu e foi caminhar sem rumo. Sua cabeça estava com mil pensamentos confusos. Ansioso, nervoso, com raiva, com saudade e com medo. André estava com medo de que Helena o esquecesse e foi para a casa dela. Ficou atrás de uma árvore quando Maurício a deixou em casa. Esperou Helena entrar no prédio e saiu de carro.

Naquele mesmo dia, Maurício iria conhecer os pais de Helena. Dona Dalva e Helena iriam preparar um jantar caprichado para recebê-lo. Poucos minutos depois que Maurício se foi, Helena foi a padaria comprar pão fresco para fazer uns canapés. André aproveitou a chance e apareceu na frente dela.
-Oi, Helena! 

– André, o que você está fazendo aqui? Disse assustada.

– Helena, eu quero te dizer que eu te amo. A gente namorou por muito tempo e eu quero voltar com você. Eu mudei, juro que nunca mais vou implicar com as suas roupas e eu juro por Deus que nunca mais vamos brigar. Quero te pedir em noivado, em casamento, eu quero você. Por favor, me dá uma chance. Está sendo muito difícil viver sem você, eu não aguento te ver com esse cara. Ele não te ama como eu te amo. Volta pra mim, volta por favor!

Helena suspirou fundo e disse:

– André, você não precisa fazer isso. O que a gente viveu foi bom, mas acabou. Eu mudei, você mudou e cada um deve seguir seu caminho. 

– Não! O nosso amor não acabou. Você está cega, ele não te ama. Eu te amo e quero construir a minha vida com você. Eu vou mudar, eu já mudei. Pensa no que eu estou te pedindo, por favor.

– André, não. Não insiste. Pare com isso.

– Mas Helena…por favor, deixa eu ser seu amigo.

Helena percebeu que André não pararia de falar e saiu andando rumo à padaria. Quando ela saiu, ele estava esperando do lado de fora. André a pegou pelo braço e Helena disse:

– Se você não soltar o meu braço, eu vou gritar. 

Uma vizinha de Helena estava passando e percebeu a movimentação. Foi até os dois e perguntou se ela precisava de algo. Helena aproveitou e pediu que a vizinha a acompanhasse até o apartamento.

André foi para a casa derrotado e frustrado. Pensou: “Como ela mudou, ela não era assim…”. Chegou em casa e Sérgio estava esperando.
E agora? O que você acha que Sérgio vai dizer? E Helena, será que vai ficar balançada?

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | 16 Comentários

Capítulo 14

Antes que André pegasse no telefone, sua mãe entrou no quarto e anunciou a chegada de um primo do interior muito querido de André. Sérgio era médico, já trabalhava em uma clínica de cirurgia plástica e estava prestes a abrir seu próprio consultório. Homem bonito, alto e olhos cor de mel bem expressivos. André era bem próximo de Sérgio, durante a infância e a adolescência, e sempre o admirou muito. Sérgio era como um irmão mais velho e servia de modelo para André. Ele estava na capital participando de uma série de palestras que duraria duas semanas e ficaria hospedado na casa dos tios.

Depois dos cumprimentos e do lanche que a mãe de André preparou com todo o capricho, os dois foram para o quarto arrumar a bagagem de Sérgio.

– André, te conheço há muito tempo e nunca te vi tão abatido. O que está acontecendo?

André era reservado e não conversava sobre os seus sentimentos com ninguém, mas estava tão angustiado que resolveu desabafar com o primo. Contou detalhadamente todos os acontecimentos e Sérgio o ouviu com atenção.

– Primo, você está com o orgulho ferido. Isso não é amor. Você desprezou a Helena, deixando ela de lado enquanto você aproveitava uma nova fase da sua vida. Ficou um tempão sem ir atrás dela e quando caiu em si, ela já estava com outro.  Somente após vê-la com outro que o seu “amor” despertou de novo?

– Só depois que eu me dei conta que poderia perder, senti medo e aí eu vi que a amava. Mas eu quero ela de vol…

Sérgio o interrompeu:

– Peraí! Eu estou de fora da situação e consigo enxergar mais claramente que você. A Helena estava cansada de ser deixada de lado. Ela aguentou o quanto pôde. Você vivia implicando com ela e com as roupas dela, eu me lembro. Falava que era uma mimada pelos pais, sendo que no fundo você é que queria ter tido esse carinho dos seus pais e não teve. Helena te aguentou durante muito tempo, André. Quando você conseguiu esse emprego, você se sentiu o “todo poderoso” e a descartou. Helena resolveu seguir o caminho dela e deixar você seguir o seu.

André estava emocionado e deu vazão às lágrimas. O primo tinha razão. Sérgio continuou:

– Ela decidiu cuidar dela mesma e o Universo a correspondeu.

Sérgio tinha muito interesse nas leis do Universo e na espiritualidade. Acreditava que a vida sabia o que deveria acontecer e confiava. André ouvia atento.

– Primo, a Helena tá linda, diferente, mais mulher, sabe? O cara que ela tá ficando tem um carrão e leva ela em restaurantes caros. Eu sei disso porque eu andei seguindo eles durante um tempo.

– Não acredito! Olha só como você está se humilhando.

– Mas, Sérgio. Ela não viu não, eu fiquei bem escondido.

– André, ela pode não ter visto, mas o Universo está vendo. Olha a sua energia. Você está pálido, abatido, fica olhando pro nada. A gente pergunta sobre o seu trabalho e você não tem ânimo nem para falar sobre a sua rotina. Abandonou a faculdade, que absurdo! Você é tão jovem e está nesse estado. Se coloca pra cima, cuide da sua aparência, come direito, compra umas roupas novas, volta pra faculdade, renova essa energia, primo! A tia anda preocupada, você bebe e volta dirigindo pra casa e passa o  fim-de-semana dormindo.

– Mas e a Helena? 

– Deixe-a ser feliz com o homem que ela escolheu. Quando você a descartou, certamente ela sacudiu a poeira e seguiu em frente. E agora está aí, linda, namorando, estudando e feliz.

– Primo, eu tava precisando desse tapa na cara. Como é bom conversar com você. Eu quero aprender mais sobre espiritualidade e leis do universo.

– Pode deixar. Vamos conversar muito sobre esse assunto fascinante.

Sérgio arrumou as suas coisas e foi tomar uma ducha. André ficou imerso nos seus pensamentos e sentiu uma agradável paz no coração.

Cursos em áudio:

1) “Postura após término de namoro”(r$ 10,70)

2) “Aprendendo a ter “sorte” no amor (r$ 7,10)

Consultorias personalizadas, mandar email para: dominarumhomem@gmail.com

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | 22 Comentários